Jornal Povo

Ex-diretor do Hospital Pedro II é suspeito de feminicídio contra a ex-mulher por não aceitar fim da relação

O ex-diretor do Hospital Pedro II Antônio Carlos da Silva Pires, de 65 anos, é suspeito de matar a ex-mulher, a psicóloga Roseneia Gomes Machado, de 61 anos, na tarde de quinta-feira, dia 29, dentro de um carro estacionado em um shopping no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Após atirar em Roseneia, o clínico geral tirou a própria vida. O casal teve uma união de 30 anos, mas se separou há dois meses, após ela pedir o divórcio depois de descobrir uma traição.

O médico estava inconformado com a separação e procurou Rose para tentar uma reconciliação. Testemunhas disseram que o casal discutiu no estacionamento do estabelecimento na Estrada da Cachamorra, e, em seguida, tiros foram ouvidos. A suspeita é que ele tenha cometido feminicídio.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) assumiu o caso e disse que as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias do crime. A perícia foi realizada no local e testemunhas estão sendo ouvidas.

De acordo com a Polícia Militar, policiais do 40º Batalhão (Campo Grande) foram até o local para verificar uma ocorrência de disparos de arma de fogo e encontraram um homem e uma mulher mortos dentro do veículo. A área foi isolada e a perícia foi acionada.

O médico Antônio Carlos da Silva Pires e a psicóloga Roseneia Gomes Machado foram casados por 30 anos
O médico Antônio Carlos da Silva Pires e a psicóloga Roseneia Gomes Machado foram casados por 30 anos Foto: Reprodução / Facebook

Amigos lamentam nas redes sociais

No perfil de Roseneia nas redes sociais, amigos deixaram mensagens para lamentar a morte precoce da mulher, que tinha uma filha com o médico e seria avó de um menino daqui algumas semanas. Antes do fim do relacionamento, a psicóloga sempre manteve fotos com o então marido. Os amigos os chamavam de “casal 20” e citavam o orgulho pela relação que eles mantinham.

“Descanse em paz, minha maninha do coração. Nunca vou esquecer do seu sorriso lindo que cativava a todos”, disse uma amiga.

“Não dá nem para acreditar. Mas, enfim, assim quis o Senhor. Dia muito triste”, escreveu um amigo.

“Tenho certeza que Deus nesse momento a carrega nos braços e a consola e cura de toda dor. Fica com Deus amiga. O mundo vai sentir falta do seu sorriso”, escreveu outra amiga.

“Que perda lamentável. Que Deus conforte os corações. Muito muito triste”, disse outra amiga.

A psicóloga Roseneia Gomes Machado tinha 61 anos e era mãe de uma filha. Ela seria avó de um menino
A psicóloga Roseneia Gomes Machado tinha 61 anos e era mãe de uma filha. Ela seria avó de um menino Foto: Reprodução / Facebook

Fonte: Jornal Extra

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.