Rio entra em estágio de atenção devido à chuva, e alagamentos marcam início do governo de Eduardo Paes

RIO — As chuvas de verão já marcam o recém-iniciado governo do prefeito do Rio, Eduardo Paes. A cidade entrou em estágio de atenção às 10h45. A Rua Jardim Botânico, no bairro da Zona Sul, foi interditada no final da manhã deste sábado, entre a Rua Pacheco Leão e a Praça Santos Dumont, na Gávea, por conta de alagamento. Esta é a primeira interdição feita pela nova prefeitura. Paes acompanha a situação da cidade no Centro de Operações Rio (COR), para onde foi a pé, debaixo d’água. Os prédio fica próximo à sede da prefeitura, na Cidade Nova.

— É óbvio que você tem um conjunto de bolsões, em algumas áreas a gente teve que fechar o trânsito, como no Jardim Botânico, ali na altura da Pacheco Leão. A expectativa agora é que a gente tenha ainda algumas pancadas na próxima hora, mas a tendência é isso diminuir um pouco. Estamos aqui atentos no Centro de Operações. A nossa preocupação é ter um time atento. A Secretária de Conservação, a Comlurb, todo mundo mobilizado para dar as respostas o mais rápido possível — disse Paes.

Paes vai andando debaixo de chuva para o Centro de Operações Foto: Betha Santos / Divulgação
Paes vai andando debaixo de chuva para o Centro de Operações Foto: Betha Santos / Divulgação

Em suas redes sociais, ele pediu que os cariocas tenham atenção, em especial nas regiões onde sirenes da Defesa Civil foram acionadas. Há bolsões d’água em diferentes pontos da cidade.

— A primeira orientação é que as pessoas que morem em comunidades que têm sirenes respeitem e se desloquem para pontos seguros quando elas forem ativadas. Quando você tem essa concentração muito forte de chuva, tem risco de deslizamento, e é importante que se faça isso — frisou o prefeito.

Eduardo Paes acompanha chuva no Rio do Centro de Operações Foto: Letícia Lopes
Eduardo Paes acompanha chuva no Rio do Centro de Operações Foto: Letícia Lopes

A partir das 11h03 deste sábado, a Defesa Civil acionou 21 sirenes em nove comunidades devido às chuvas. São elas: Rocinha, Chácara do Céu, Barão, Juramento, Morro do Céu, Pretos Forros, Parque Silva Vale, Rua Brício de Moraes e Ouro Preto — localizadas nas regiões com maior registro de chuvas.

Há bolsões d’água em pontos da cidade. Confira:

  • Estrada Lagoa-Barra, em diferentes pontos
  • Av. Borges de Medeiros com a R. Saturnino de Brito
  • Av. Epitácio Pessoa com Rua Vinícius de Moraes
  • Estr. da Pedra, altura do n° 2036
  • Rua Jardim Botânico com a Rua Pacheco Leão e Parque Lage
  • Enseada de Botafogo
  • Avenida Ayrtin Senna, altura da Rua Coronel Eunir, na Gardênia Azul

No Méier, na Zona Norte do Rio, um alagamento interdita parcialmente a Rua 24 de Maio, na altura da Rua Cônego Tobias, de acordo com o COR. Equipes da Prefeitura foram acionadas. Em Piedade, um alagamento ocupa a Avenida Dom Helder Câmara, na altura do Supermercado Guanabara.

Já o sistema BRT informa que alagamentos na via, no trecho entre Pingo d’Água e Santa Cruz, do corredor Transoeste, está temporariamente interrompido.

Vários bairros da Zona Norte enfrentaram problemas com os alagamentos provocados pela  chuva. Em madureira, a Rua Domingos Lopes enfrentou bolsões na altura da Maria Lopes. Também houve registros de inundação na Rua Ernane Cardoso, em Cascadura. Em Quintino foram registrados alagamentos que prejudicaram a circulação de trens entre o bairro e o Méier.

A SuperVia informou que, por volta das 11h40, as fortes chuvas danificaram parte do sistema de energia da concessionária e provocaram alagamentos na altura de algumas estações (Mercadão de Madureira, Quintino e Manguinhos). Em função disso, mais cedo, alguns trens precisaram aguardar ordem de circulação e a operação foi parcialmente interrompida nos ramais Japeri, Santa Cruz e Belford Roxo.

Segundo a concessionária, no momento, os trens com destino a Japeri e Santa Cruz não estão fazendo paradas apenas nas estações Piedade e Oswaldo Cruz. Os intervalos dos ramais Japeri e Santa Cruz estão em processo de normalização, informou.

Nos demais, a circulação segue normal. Ainda segundo a Supervia, os passageiros estão sendo informados por meio dos sistema de áudio dos trens e estações. A Agetransp, agência reguladora do serviço, divulgou em seu Twitter,  que está monitorando as condições de operação dos trens.

Por volta das 14h, a SuperVia informou que os trens já estavam realizando paradas nas estações de Piedade e Oswaldo Cruz e que a operação nos demais ramais também estava normalizada.

Fonte: O Globo

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by