Familiares de meninos desaparecidos em Belford Roxo fazem protesto neste domingo

As famílias dos três meninos desaparecidos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, fazem um protesto neste domingo (3). Eles estão desaparecidos desde domingo (27), quando não voltaram para casa.

O protesto vai começar no Hospital do Joca, na Avenida Retiro da Imprensa. Em seguida, os familiares irão até a Feira de Areia Branca, perto de onde os meninos sumiram, e por último na 54ª DP (Belford Roxo).

O setor de desaparecidos da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que fica ao lado, investiga o caso.

Lucas Matheus (8 anos), o primo dele Alexandre da Silva (10 anos) e Fernando Henrique (11 anos) saíram de casa no dia 27 de dezembro por volta das 10h30 para brincar no campo de futebol ao lado do condomínio onde moram, no bairro Castelar.

Denúncias mentirosas

Familiares dos meninos lamentam a quantidade de trotes que vêm recebendo sobre o paradeiro das crianças.

Em entrevista, Luiz Henrique Oliveira, gerente do SOS Crianças Desaparecidas, disse que 3% das denúncias recebidas não passavam de brincadeiras. Até a terça-feira (29), a Fundação da Infância e Adolescência havia recebido 63 denúncias sobre o caso. Todas elas, segundo Luiz, estão sendo apuradas.

“Rodamos tudo já e nada. Ficam passando trote dizendo que eles estão em tal lugar, a gente vai correndo, chega lá e nada, nada”, lamentou a mãe de Alexandre.

De acordo com as famílias, os meninos estavam acostumados a brincarem sozinhos. No início da tarde, por volta das 14h, eles costumavam voltar para casa para almoçar. No domingo, no entanto, eles não retornaram.

Ednalda, tia de Lucas Matheus, segue com esperança apesar das brincadeiras. Ela disse que uma das denúncias apontava que os meninos estavam na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, mas a informação não procedia.

“Falaram que eles estavam na Barra, foram atrás deles, mas não estavam. Mandaram uma foto pensando que eram eles, mas chegando lá eram outras crianças”, relembrou Ednalda.

Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), as buscas continuam por meio do Setor de Descoberta de Paradeiros.

Quem tiver informações sobre os meninos deve entrar em contato com a Fundação da Infância e Adolescência pelos telefones 2286-8337 ou 98596-5296.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by