Jornal Povo

Auxílio emergencial pode voltar com PEC e sem travar verbas, diz Maia

A fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o auxílio emergencial só vai voltar a funcionar no Brasil com o travamento de verbas para Educação e Segurança não caiu bem. No apagar das luzes à frente da presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) indicou que falta ao governo empenho para votar a PEC Emergencial, que cria dispositivos para gastos extraordinários que não furem o teto de gastos.

Crédito: Arquivo Agência Brasil
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o ministro da Economia, Paulo Guedes: a volta do embate (Crédito: Arquivo Agência Brasil)

Em entrevista ao UOL, Maia indicou que o Congresso aguarda sinalização do governo federal para dar andamento ao tema. De acordo com ele, a PEC está parada no Senado desde o dia 5 de dezembro de 2019.

Nesta terça-feira (26) Guedes comentou em evento com investidores que o auxílio emergencial só será retomado caso a vacinação falhe no Brasil. Se isso acontecer, os pagamentos do benefício voltarão a ser feitos, mas verbas indexadas para a educação, segurança e saúde serão congeladas, além do salário do funcionalismo brasileiro.

A expectativa é de que o texto da PEC Emergencial vá para votação apenas no mês que vem e ajude o governo a ordenar alguns gastos extra enquanto o pico da pandemia da covid-19 não passar.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.