Atenção:’Decreto da prefeitura ratifica que pedágio da Linha Amarela não será cobrado’

Lamsa reassumiu a operação da via expressa, na última sexta-feira, e informou que retornaria com a cobrança

Rio – A Prefeitura do Rio informou, na tarde desta terça-feira, que o decreto 48.599, a ser publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial do município, vai garantir que o pedágio da Linha Amarela, recentemente reassumido pela Lamsa, não seja cobrado a partir de sexta-feira (12). O valor estipulado seria de R$ 7,20. Em nota, a prefeitura salientou que a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, do dia 3 deste mês, não autorizou a cobrança na via expressa até a realização de uma audiência no próximo dia 16. O município já recorreu da decisão que devolve a administração da Linha Amarela à cconcessionária.”A decisão de natureza liminar não autorizou que a LAMSA voltasse a cobrar o pedágio, devendo-se aguardar a audiência de mediação marcada pelo Presidente para o próximo dia 16 de março. A cobrança precipitada do pedágio pela LAMSA, noticiada pela imprensa, causa severos transtornos aos usuários, uma vez que o Município é credor da empresa e ainda aguarda uma audiência com o Presidente do STF.
Assim, o Poder Executivo, em benefício da população, editou, hoje, decreto ratificando a não cobrança do pedágio até que a questão seja esclarecida na referida audiência ou decidida pelo Plenário da Suprema Corte”, diz a nota.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by