Jornal Povo

Seis são presos e outros três mortos em operação policial na Zona Norte do Rio

Três pessoas mortas,  duas baleadas, e outras seis  presas. Este foi o resultado de  operações realizadas pela Polícia Militar e  pela Polícia Civil, nesta sexta-feira, na Favela do Barbante, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. Durante as incursões,  Agentes da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio (Dairj) e da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), localizaram câmeras instaladas por criminosos, na área externa do aeroporto, para monitorar a atuação de seguranças. Segundo a polícia, os bandidos teriam criado trilhas na mata para o transporte de drogas e armas  pela Baía de Guanabara.

Homens da  Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) apoiaram a ação, que tentava ainda  prender criminosos, retirar barricadas, apreender armas e capturar foragidos. Durante a operação, uma pessoa foi baleada e socorrida para o Hospital municipal Evandro Freire, na Ilha. A Polícia Civil não informou o nome do ferido.  Agentes da Dairj prenderam Lucas de Oliveira Carvalho, de 23 anos, que tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça da Paraíba.  Com o rapaz os investigadores encontraram grande quantidade de drogas e material de anotação do tráfico da região. Também foram apreendidos um carro, uma moto e roupas camufladas. 

O delegado Adriano Marcelo Firmo França revelou que a investigação começou há seis meses. Por ser um local de de alto risco, foi preciso fazer um planejamento e dividir a ação em duas fases.

— A investigação continua. Eles foram audaciosos ao fazerem essa trilha e instalarem câmeras de segurança no aeroporto. Estamos aqui para frear essa invasão do aeroporto. Eles fizeram isso porque ali é um local privilegiado, próximo a Baía de Guanabara e de várias rodovias, e isso interessa muito ao tráfico. Eles monitoravam os passos da polícia e dos funcionários do aeroporto — conta França.

Segundo a Polícia Civil, a área foi mapeada “para futuras investigações”.

— Sabemos que entram por ali muitas armas e drogas, por isso a importância desse monitoramento e operação – completou o delegado.

No momento em que a Policia Civil realizava a ação no local, homens do Batalhão do Choque e do Batalhão de Ações com Cães também estavam atuando dentro da comunidade. A falta de comunicação entre as duas instituições quase colocou os agentes em risco,  mas não houve incidentes. Nas redes sociais, a PM pediu que moradores da localidade denunciassem e colaborassem “com informações que levem ao paradeiro de criminosos e, também, ao esconderijo de armas e drogas”.

Três suspeitos foram mortos na ação da PM. Um quarto suspeito foi ferido e socorrido. Segundo a PM, na mesma ação, cinco pessoas foram presas e quatro armas apreendidas.O   caso foi registrado na 37ª DP (Ilha do Governador e na Delegacia de Homicídios da Capital.  Abaixo a íntegra da nota da Polícia Mílitar.

” A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Policia Militar informa que, nesta sexta-feira (19/03), o Batalhao de Polícia de Choque (BPChq) e o Batalhão de Ações com Cães (BAC) ataram na comunidade do Barbante, na Ilha do Governador. Na ação, indivíduos armados atacaram as equipes d BPChq, ocorrendo reação.Houve cinco prisões, três suspeitos feridos socorridos no Hospital Municipal Evandro Freire e apreensão de duas pistolas calibre 9 mm, duas espingardas calibre 12, um carregador de pistola, munições, dois rádios comuncadores, duas placas balísticas e drogas, além de uma motocicleta recuperada. Equipes do BAC aptreenderam entorpecentes e rádio comunicador. As ocorrências foram encaminhadas para a 37ªDP e Delegacia de Homicídios da Capital”.

Attention Required! | Cloudflare

Sorry, you have been blocked

You are unable to access jornalpovo.com.br

Why have I been blocked?

This website is using a security service to protect itself from online attacks. The action you just performed triggered the security solution. There are several actions that could trigger this block including submitting a certain word or phrase, a SQL command or malformed data.

What can I do to resolve this?

You can email the site owner to let them know you were blocked. Please include what you were doing when this page came up and the Cloudflare Ray ID found at the bottom of this page.