DECISÕES EM FAMÍLIA

“…disse Sarai a Abrão: Eis que o Senhor me tem impedido de dar à luz filhos; toma, pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. E Abrão anuiu ao conselho de Sarai.” Gn 16.2

Decisões em família são provas de testemunho. Nossas decisões em família testemunham quem somos. Expectativas, ansiedade, pressa, são sentimentos perigosos ao se tomar uma decisão, principalmente em relação a nossa família. Devemos considerar as lições bíblicas a respeito de decisões que podem trazer transtornos em nosso ambiente familiar.

Deus havia prometido um herdeiro a Abrão no Capítulo 12 e no capítulo 15 Ele renova essa sua promessa e ainda fez uma aliança com este. 10 anos já haviam se passado e agora Sarai está desconfortável com a situação, pois seu filho não veio. Então, uma decisão é tomada segundo o costume da época, mas em desacordo com a promessa de Deus.

Mesmo após a aliança e a promessa Abrão segue o caminho do erro. Como Deus não se submete as nossas decisões, as consequências foram terríveis e até hoje Ismael clama por vingança contra Isaque.

Assim, ao tomar decisões em família devemos nos atentar para algumas situações importantes:

1ª) NUNCA CULPAR DEUS: Sarai encontra o culpado para sua infertilidade: Deus. Ela desconsidera a promessa, a aliança e tudo o que Deus já havia realizado até aquele momento na vida de sua família.

2ª) UM COSTUME OU UMA LEI NUNCA SERÁ MAIOR QUE OS DECRETOS DE DEUS: Sarai ultrapassa os limites legais de Deus e resolve por conta própria ajudar Deus. Era costume daquele tempo a mulher infértil entregar sua serva pessoal ao marido para que lhe gerasse por direito um filho. Quem deveria fugir desta loucura e não o fez foi Abrão. Deus não precisa dos nossos planos alternativos, Ele tem seus próprios planos.

3ª) NOSSA VONTADE NUNCA É BOA: Sarai foi desprezada por sua serva e tornou-se sua inimiga. Trouxe conflito para sua casa. Para corrigir parcialmente o erro foi obrigada a tomar uma dura decisão. O que ela fez gerou consequências para o futuro.

DEUS SEMPRE CUMPRE O QUE PROMETE MESMO QUANDO TENTAMOS FAZER DA NOSSA MANEIRA. Em Gn 21 a promessa de Deus se cumpre e o herdeiro nasce, Sara é contemplada com Isaque.

Meus irmãos, Deus tem o controle da nossa história. Sara era uma mulher de Deus, mas mesmo sendo de Deus caiu por causa do seu coração, nossa posição em Cristo não nos garante boas decisões. Uma decisão errada (fora da vontade de Deus) gera problemas.

Confie na providência divina, não tome decisões segundo a ansiedade do seu coração. Espere em Deus a sua bênção, pois é melhor receber de Deus a sua promessa, independente da demora, do que assumir as consequências por uma decisão própria.

Pr. Alessandro Machado

ICNVJU – Igreja Cristã de Nova Vida em Jardim Ulisses / Prata – Nova Iguaçu.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by