Família de Cabo Cardoso receberá Medalha Tiradentes póstuma

Homenagem será entregue nesta quinta-feira (25) no batalhão da PM em Mesquita, na Baixada Fluminense


A família do cabo da Polícia Militar Derinalto Cardoso dos Santos, assassinado ao tentar impedir um assalto dentro de loja em Mesquita, na Baixada Fluminense, em dezembro passado, receberá nesta quinta-feira (25) a Medalha Tiradentes e diploma post mortem, maior honraria do legislativo fluminense. O evento será realizado às 10h, no 20° BPM (Mesquita), onde o cabo Cardoso era lotado. O policial, que completaria dez anos na corporação no mês de janeiro, deixou esposa e dois filhos.
A homenagem, que foi proposta pelos deputados Charlles Batista (PSL) e Anderson Moraes (PSL), ganhou coautoria de Marcus Vinícius (PTB), Sérgio Fernandes (PDT), Anderson Alexandre (SSD), Filippe Poubel (PSL) e outros 27 parlamentares. Até o partido Novo, que costuma se abster em votações de medalhas, pediu para ser incluído na honraria póstuma ao PM.
“A vida perdida de uma forma tão trágica e cruel deixa um trauma eterno. Essa homenagem é um pequeno gesto em reconhecimento ao Cabo Cardoso, que cumpriu heroicamente sua missão de servir e proteger a sociedade. Que Deus siga confortando o coração dos familiares, protegendo-os do mal”, afirma o deputado Charlles Batista.
O deputado Anderson Moraes afirma que a entrega da medalha é uma forma de não deixar a morte ser esquecida também pela sociedade. “Claro que a família preferia tê-lo vivo, mas, infelizmente, ele foi morto de forma covarde. Entregar essa homenagem é um merecido reconhecimento, e também para que todos lembrem do herói fardado que perdeu sua vida tentando salvar outras”, disse Moraes.

Cabo Cardoso deixou esposa e dois filhos ao ser covardemente assassinado por assaltante 

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by