Governador admite ter recebido ligação de Dr. Jairinho no dia da morte de Henry

Castro afirma que disse ao vereador que o assunto seria tratado pela delegacia

Rio – O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, confirmou, nesta quinta-feira (1), ter recebido uma ligação do vereador Jairo de Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, no dia da morte do menino Henry Borel, de 4 anos, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no último dia 8. A criança era enteada do parlamentar.Em nota Cláudio Castro afirmou que, durante o telefonema, “limitou-se a explicar ao vereador que o assunto seria tratado pela delegacia responsável pelo inquérito e encerrou a ligação”. O governador ainda reiterou que “sempre garantiu total autonomia à Polícia Civil e que não interfere em investigações”.

O vereador teria ligado para Castro antes do caso chegar aos noticiários, para relatar o que aconteceu naquela noite. Dr. Jairinho teria contado ao governador, a mesma versão que deu aos investigadores. Policiais e secretários de estado também teriam sido procurados pelo parlamentar. As informações são do colunista Lauro Jardim, do Jornal O Globo.Na tarde de hoje, a Polícia Civil realiza uma reprodução simulada do caso, no apartamento onde viviam a mãe e o padrasto de Henry. Eles terão que apresentar aos peritos do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e aos policiais da 16ª DP (Barra da Tijuca) a versão deles sobre o que aconteceu no dia da morte do menino. O casal chegou a pedir o adiamento da reconstituição, mas o delegado Henrique Damasceno negou.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by