Polícia Civil indicia corretor de imóveis que aplicava golpes em compradores

A 21ª DP (Bonsucesso) indiciou um corretor de imóveis por estelionato. O acusado anunciava imóveis pela internet e em redes sociais, alguns deles sem o conhecimento do proprietário.

Segundo os agentes, o acusado conseguia das vítimas uma quantia como sinal pela compra e regularização do bem comprado. Em seguida, após conseguir os depósitos que eram feitos na conta dele e de sua ex-mulher, o corretor desaparecia com os valores, que também não eram repassados aos proprietários dos imóveis. Estima-se que ele tenha recebido cerca de R$ 600 mil com o golpe.

Ao todo, foram feitos dois registros deste caso na 21ª DP. Um inquérito foi instaurado. A delegacia pediu a prisão do estelionatário, que ainda não foi localizado. De acordo com os agentes, o corretor é acusado de aplicar o golpe em 15 outros registros policiais por estelionato e apropriação indébita.

Um levantamento realizado aponta que o acusado também responde a crimes pela Lei Maria da Penha e foi indiciado em um inquérito por lavagem de dinheiro.

O titular da 21ª DP, delegado, Hilton Alonso, alerta que alguns cuidados devem ser tomados na compra de um imóvel. Dentre as precauções a serem tomadas está a exigência do registro do imóvel, de certidões negativas, consultar se o imóvel consta da dívida ativa, pesquisar sobre os vendedores, entre outras recomendações.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by