PF deflagra operação para prender hackers suspeitos de atacar o STF

Serão cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e outros três de prisão contra os hackers

O hacker derrubou todos os acessos ao site do Judiciário, incluindo informações internas e sigilosas.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (8), uma operação para prender uma organização criminosa suspeita de realizar ataques virtuais contra o site e os sistemas do Superior Tribunal Federal (STF).
Ao todo, serão cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e outros três de prisão contra os hackers. Para que as detenções fossem realizadas, o ministro Alexandre de Moraes expediu as autorizações aos agentes de segurança. As ações ocorrem de maneira simultânea em São Paulo, Goiás e Pernambuco.

Através de um pedido da Polícia Federal, em maio deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a abertura de um inquérito que visava investigar a tentativa de invasão ao site e aos sistemas da Corte. O hacker derrubou todos os acessos ao site do Judiciário, incluindo informações internas e sigilosas.

Os agentes de segurança estiveram, de maneira presencial, na sede da Suprema Corte no último mês para apuração. O pedido da investigação foi direcionado ao minstro Alexandre de Moraes após o entendimento de que os ataques podem te relação com o inquérito que averigua a disseminação de notícias falsas contra o Supremo Tribunal Federal, que tem Moraes como relator.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by