Guerra entre milícias deixa homem e cavalo mortos na Baixada

Homens de preto dispararam diversas vezes contra a vítima, que estava montada no animal; entenda a guerra que eclodiu entre as milícias do irmão de Ecko, o Zinho, e de Tandera

Homem e cavalo ficam mortos em ataque de milicianos na Baixada Fluminense

Divulgação

Rio – Um homem, identificado por testemunhas como Lorival, e um cavalo que pertencia à vítima, foram assassinados a tiros, em Nova Iguaçu, por um grupo de homens suspeitos de integrar a milícia, no fim da tarde da última segunda-feira (20). O crime teria sido motivado pela guerra entre as milícias liderada pelo irmão de Ecko, Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho, e o seu principal inimigo, Danilo Dias Lima.

De acordo com a Polícia Militar, a equipe do 20°BPM (Nova Iguaçu) foi acionada na Rua Seridó, no bairro de Ipiranga, em Nova Iguaçu, para averiguar a ocorrência de baleados no local. Quando os agentes chegaram na rua, a vítima estava montada em um cavalo que também foi atingido. A Delegacia de Homicídios na Baixada Fluminense foi acionada para investigar o crime.

O homicídio aconteceu na frente dos moradores da região, que andam assustados há uma semana, desde que a guerra eclodiu entre dois grupos de milícias da Baixada e da Zona Oeste. Horas depois do crime, por volta das 22h, moradores voltaram a ficar no meio da guerra entre milícias.

Em um vídeo gravado por moradores do bairro Lagoinha, em Nova Iguaçu, é possível ouvir um intenso tiroteio. Os milicianos liderados por Zinho estariam revidando ataques sofridos recentemente na Zona Oeste.

A plataforma Fogo Cruzado também registrou um tiroteio na localidade Elmo Braga.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by