Secretário anuncia criação de especializada em desaparecimentos na Baixada

Turnowski também garantiu que um sistema de alerta em telefones com informações e imagens de crianças desaparecidas, o Alerta Pri, começará a funcionar em outubro

Secretário estadual de Polícia Civil, Allan Turnowski

Rio – O secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, anunciou, nesta sexta-feira, que a Baixada Fluminense irá ganhar uma delegacia especializada em desaparecimentos de pessoas. O secretário também garantiu que um sistema de alerta em telefones com informações e imagens de crianças desaparecidas, o Alerta Pri, começará a funcionar em outubro.  A nova delegacia deve ser localizada em São João de Meriti, na Baixada. “Temos um compromisso do governador, de que, assim que o novo concurso acontecer, teremos uma nova DDPA (Delegacia de Descoberta de Paradeiros), em São João e Meriti”, anunciou o secretário, que completou:“Hoje, 90% das crianças que desaparecem no Estado são encontradas. Mas estamos focados nos 10% dos quais não se tem notícias. E continuaremos trabalhando”.

Presidente da CPI das Crianças Desaparecidas da Alerj, deputado estadual Alexandre Knoploch (PSL) diz que a nova delegacia vai auxiliar aos familiares que moram na Baixada Fluminense.“O que se tem hoje na Baixada são as mães indo registrar o desaparecimento de seus filhos na Delegacia de Homicídios da Baixada, um completo desrespeito. Para todo o Estado, só temos uma delegacia especializada nisso, a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), que fica na capital”, explicou Knoploch. “Agora queremos essa nova delegacia, voltada justamente para a região onde mais desaparecem crianças e adolescentes em todo o estado”, completou.

Outro assunto abordado no encontro foi o mal atendimento dado aos familiares das crianças desaparecidas. “As mães nos relatam que alguns agentes se recusam a registrar os desaparecimentos e pedem que os familiares aguardem 24 horas. É um absurdo”, expôs Knoploch.O Alerta Pri terá a divulgação do nome, características físicas e até fotos de crianças desaparecidas. O sistema irá enviar esses dados por SMS para quem morar no Estado. O nome do software é uma homenagem à Priscilla Belfort, funcionária pública desaparecida há 14 anos. 

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by