BOLA DENTRO:”Assembleia do Rio vai doar R$ 20 milhões para ações de assistência social”

Recursos do fundo especial do Legislativo vão acelerar a implementação do programa Abraço Carioca

Equipes das Secretarias de Assistência Social dão acolhimento a pessoas em situação vulneráve

O primeiro projeto na pauta de hoje da Assembleia Legislativa do Rio é uma doação de R$ 20 milhões do dinheiro economizado pela Casa para o Fundo Municipal de Assistência Social da capital. A proposta é assinada pelo presidente André Ceciliano (PT), e já obteve o aval do colégio de líderes. Ou seja: a aprovação é mais do que certa.Com a transferência dos recursos, a Secretaria municipal de Assistência Social pretende acelerar o projeto Abraço Carioca, e botar o bloco na rua ainda este ano. São iniciativas em diferentes áreas para atender quem mais sofre os efeitos da pandemia, a população em vulnerabilidade social. Para se ter uma ideia, de 1º de janeiro até 30 de setembro de 2021, foram 83.176 atendimentos à população de rua. Em agosto, foram abordadas 5.811 pessoas — sendo que 4.225 são dependentes químicos e 129 têm transtornos mentais.A ideia é aproveitar a doação para já licitar a criação de Espaços de Assistência e Inclusão, com refeitório público, lavanderia, banheiros e atendimento social especializado; abrir 200 vagas em albergues para atender os dependentes químicos; e contratar 160 profissionais para atuar na redução de danos.A parceria articulada pela secretária municipal Laura Carneiro envolve o presidente do Tribunal de Justiça, Henrique Figueira, e o Ministério Público. Com o apoio dos dois últimos, serão criados Escritórios Sociais, para atendimento especializado de egressos do sistema penitenciário. “Temos famílias inteiras embaixo de marquises. Precisamos dar dignidade a essas pessoas”, diz Ceciliano.Governo do RJ defende antecipaçãoO governo contesta o valor de R$ 1,5 bilhão em possíveis perdas para a Cedae pela antecipação da entrega da operação dos lotes 1 e 4 do leilão. O número foi baseado no faturamento de 2020, mas a Águas do Rio atuará em 26 dos 64 municípios atendidos — incluindo a capital. Segundo o Guanabara, os custos serão reduzidos e é estimada a criação de 5 mil vagas diretas e 15 mil indiretas.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by