Professora tem 40% do corpo queimado após explosão de desodorante

Ela e o marido estavam queimando lixo na propriedade quando houve o incidente

“O conselho que eu tenho a dar é que as pessoas selecionem o lixo, porque eu joguei tudo lá, jamais pensei nisso e aconteceu essa tragédia”, disse Marlene

Reprodução

Marlene Batista, de 59 anos, teve 40% do corpo queimado após um frasco de desodorante explodir em sua fazenda, em Trombas (GO). Ela e o marido estavam queimando lixo na propriedade quando houve o incidente.

Após o ocorrido, no último domingo, 24, a professora contou ao Uol que ficou 20 minutos debaixo do chuveiro tentando se livrar da dor “tremenda”. Ela também aplicou babosa e, sem sucesso na tentativa de aliviar as queimaduras, pegou a estrada e enfrentou 400 km até o Hospital de Queimaduras de Anápolis, onde trata os ferimentos de segundo grau. “Todos os dias eu vou pro centro cirúrgico, sou sedada, pra fazer limpeza. Tenho sofrido dores horríveis, mas doer mesmo, que eu quase morri de dor, foi assim que explodiu e quando eu fiquei na ducha. Na viagem também, andar 400 km toda queimada”, conta.
“O conselho que eu tenho a dar é que as pessoas selecionem o lixo, porque eu joguei tudo lá, jamais pensei nisso e aconteceu essa tragédia. É muito perigoso”.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by