Elé Semog é destaque na Tarde de Autógrafos da Fenig

O poeta, escritor, contista e historiador, Elé Semog é o autor em destaque na Tarde de Autógrafos, da Sala de Leitura Livros para Voar, nesta sexta-feira (3), às 14 horas, no terceiro piso do TopShopping. Em mais uma ação do Programa Municipal de Incentivo à Leitura e à Escrita da Prefeitura de Nova Iguaçu, através da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu, a Fenig, e apoio da Secretaria Municipal de Cultura, ele vai autografar o livro “A Galinha Garnisé e outros Eusébios de Queirós – Racismo na Sociabilidade Brasileira”.

Militante do movimento negro, Elé é Mestre em História Comparada (UFRJ/PPGHC), analista de sistemas (SESAT) com especialização em administração de empresas (PUC-Rio) e pedagogo (UNESA), com atuação como Secretário Executivo do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas – CEAP. Além dessas credenciais, o autor integrou o Grupo Garra Suburbana de teatro de resistência, fundou e contribuiu com o Grupo Negrícia Poesia e Arte de Crioulo, o Grupo Bate-Boca de Poesia, o Bloco de Afoxé LemiAyò, o Jornal Maioria Falante e integrou o Conselho Executivo do Instituto Palmares de Direitos Humanos – IPDH. Foi presidente do Bloco Carnavalesco Passa Régua de Bangu, e ainda coordenou o I, II e III Encontros de Poetas e Ficcionistas Negros Brasileiros. Foi membro da coordenação executiva do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-racial do Rio de Janeiro e da Comissão de Políticas de Cotas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ.

Em “A galinha garnisé e outros Eusébios de Queirós: racismo na sociabilidade brasileira”, ele reúne artigos que fixam o respeito aos direitos e as conquistas que se tornem de fato atitudes públicas. Elé Semog canalizou as angústias de quem vê e sente por dentro de palestras e andanças pelo país em ações do movimento negro e na Academia. “Meu projeto de vida é e sempre foi coletivo”, afirma. Nesse livro, o autor inquieta e chama para a atitude.

A ação “Livros para Voar”, da Fenig, faz os livros circularem pela cidade e fortalece os autores e a produção literária de Nova Iguaçu e da Baixada. Uma ação de democratização de leitura que amplia o conhecimento. Os 11 totens com as caixas do projeto para receber doações de livros e para que qualquer pessoa possa pegar uma publicação gratuitamente para desfrutar da leitura estão na sede da Fenig (rua Governador Portela, 812, no Centro de Nova Iguaçu); na Sala de Leitura do TopShopping; Prefeitura de Nova Iguaçu; Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse; Igreja Santo Antônio da Prata; Igreja São Miguel Arcanjo, em Miguel Couto; OAB Nova Iguaçu; Casa de Cultura; Casa do Professor; Cefet-NI; e Loja Caçula Nova Iguaçu.

Texto: FENIG.

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by