Polícia Civil investiga grupo suspeito de aplicar golpes em empresas seguradoras de carros

Investigações apontam que o quadrilha tinha um esquema para que os donos dos carros pudessem acionar as empresas de seguro para receber a indenização

Polícia Civil investiga quadrilha suspeita de aplicar golpes em seguradoras de carros

Foto: Reprodução

Rio – A Polícia Civil investiga uma quadrilha suspeita de aplicar golpes em seguradoras de carros. Nesta quinta-feira, 2, os agentes da 29ª DP cumpriram seis mandados de busca e apreensão em dois galpões e na casa dos suspeitos, em Cascadura e na Penha, bairros da Zona Norte do Rio. As investigações apontam que o grupo criminoso tinha um esquema para que os donos dos carros pudessem acionar as empresas de seguro para receber a indenização.”Basicamente, eles atuavam de duas maneiras: realizavam falsas comunicação de roubos nas delegacias da Polícia Civil para com o registro de ocorrência noticiar falso sinistros e obter a indenização da seguradora ou realizavam as chamadas ‘batidinha’, que consistem na provocação intencional de uma colisão, simulando um acidente para também conseguir o prêmio do seguro”, explicou o delegado Neilson Nogueira, da 29ª DP (Madureira).  

Os suspeitos pediam para que os “clientes” fossem até uma delegacia comunicar falsamente o roubo do carro. Em seguida, eles desmanchavam o veículo para vender as peças ou para usá-las em carros comprados em leilões. “Por atuarem há bastante tempo nessas práticas criminosas, eles eram frequentemente procurados por proprietários de veículos que pretendiam dar o chamado ‘tombo do seguro’. esses proprietários buscavam a expertise dessa quadrilha para obter vantagem indevida através de algum desses procedimentos fraudulentos”, afirmou o delegado. 

As investigações da 29ª DP também aponta que a quadrilha tem ligação com traficantes que atuam no Complexo da Serrinha, em Madureira, onde receptavam veículos roubados e para onde levavam os carros que conseguiam através do golpe. Os irmãos Mauro Teixeira Boavista, Maurício Teixeira Boavista e Marcelo Teixeira Boavista foram autuados em flagrante por receptação qualificada. Documentos e carros foram apreendidos na ação da Polícia Civil. Além deles, os donos dos carros que participavam do esquema fraudulento serão investigados pelos agentes. “Mas essas pessoas, ao assim agir, estão praticando, pelo menos, o crime de estelionato e de falsa comunicação de crime. Todas essas pessoas serão intimadas para serem ouvidas na delegacia e serão responsabilizadas por suas ações criminosas”, acrescentou o delegado. 

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by