Homem sobrevive a ataque de abelhas na Zona Oeste do Rio; ele levou 1.500 ferroadas

Um homem levou 1.500 ferroadas de abelhas em um ataque no Tanque, na Zona Oeste do Rio. Imagens gravadas por moradores mostram Joel Marcos desacordado no chão, sendo atacado pelos insetos. Ocaso foi revelado neste domingo (10) pelo Fantástico.

“Eu pedi para me tacarem, água, extintor. Tudo na esperança de afastar as abelhas. Aquele barulho todo, ensurdecedor, que não era tipo 5, 10 abelhas, era o corpo todo tomado”, lembra Joel.

Joel foi levado para o hospital e continua internado. Segundo testemunhas, foram 40 minutos de sofrimento.

“Foi assim uma cena de terror mesmo. Que, olha, só de ver aquele homem gritando ‘ajuda, ajuda, ajuda’ e sem nenhum tipo de socorro, ninguém podia ajudar. Só mesmo os bombeiros”, contou a dona de casa Regina Evangelista.

Outra vizinha que presenciou a cena ficou apavorada. “Eu fiquei rezando muito por ele, porque eu, de verdade, achei que ele tinha falecido”, contou a vizinha Luísa Andrade.

Bombeiro usa extintor para afastar insetos que atacavam homem — Foto: Reprodução
Bombeiro usa extintor para afastar insetos que atacavam homem — Foto: Reprodução

Ataque na Pavuna

Moradores de outros bairros também têm reclamado de ataques. Na Pavuna, na Zona Norte, um idoso de 74 anos foi atacado por uma colmeia na esquina das ruas Sargento Wilsom Ramos e Frei Vicente.

Centenas de abelhas estavam dentro de um pneu pendurado no muro. Na sexta-feira (8), o idoso Antônio Pinho Fernandes foi socorrido pela família e levado para o hospital.

“Meu sogro quase morreu, eu tive que ir lá pegar ele completamente cheio de abelha em volta, uma cena horrível, ele ficou internado, ele saiu hoje”, contou Cláudio, genro do seu Antônio.

Outras pessoas também foram picadas pelas abelhas. “Foi uma cena horrível, parecia filme de terror, todo mundo com suas casas trancadas. Uma rua pequena, com suas casas de moradores antigos, com idosos e crianças, e a gente tendo que ser refém”, contou Priscila Felipe Ribeiro.

Eliminar colmeia é crime ambiental

Eliminar as colmeias por conta própria é crime ambiental. Os insetos são silvestres, considerados importantes para a biodiversidade.

Quem encontrar uma colmeia, deve entrar em contato com a prefeitura no telefone 1746. Se as abelhas estiverem atacando pessoas na rua é preciso ligar imediatamente para os bombeiros.

Fonte: G1

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by