Guilherme de Pádua manda recado para Gloria Perez em vídeo: ‘Quero deixar registrado’

Guilherme de Pádua voltou a falar sobre o caso do assassinato da atriz Daniella Perez, cometido pelo ex-ator e Paula Thomaz em 1992. Nesta terça-feira, o agora pastor evangélico publicou um vídeo em seu canal no YouTube pedindo perdão à mãe da jovem artista, a autora Gloria Perez, e a Raul Gazolla, que era casado com Daniella quando o crime ocorreu.

No vídeo, Guilherme diz ter sido cobrado e “julgado” por pessoas da comunidade evangélica por supostamente não demonstrar arrependimento pela morte de Daniella. Então, o ex-ator decidiu ir para frente da câmera e se pronunciar publicamente: “Talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso, Gloria Perez, eu te peço perdão por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Nunca esqueci. Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo”, declarou.

“Nunca na minha vida eu senti algo igual eu senti naquele momento. Nunca. Eu peço perdão aos familiares, aos amigos, a todos que se envolveram com essa história, que se entristeceram, que se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado”, completou ele.Perto de se completar 30 anos do crime que chocou o Brasil, a morte de Daniella Perez voltou a ser assunto nas redes sociais com o lançamento da série documental “Pacto Brutal”, do HBO Max.

A atriz foi assassinada por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz em 28 de dezembro de 1992. Segundo investigações, a filha de Gloria Perez foi morta por motivações profissionais, considerando que o ex-ator cometeu o crime por ter seu papel reduzido na novela “De Corpo e Alma”, escrita pela mãe de Daniella.


Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by