Jornal Povo

Eclipse lunar penumbral será visto nesta sexta-feira em países da África, Ásia e Oceania; entenda

O eclipse lunar penumbral deixa a Lua cheia menos brilhante, como se houvesse um véu diante dela — Foto: Luciano Araújo

Nesta sexta-feira (5) espectadores de países da África, Ásia e Oceania poderão observar um eclipse lunar penumbral.

O fenômeno, que não será visível no Brasil, acontece quando o nosso satélite natural e o Sol estão em lados opostos da Terra. Mas você sabe como funciona esse tipo específico de eclipse? Entenda:

Durante um eclipse lunar, é a sombra da Terra que obscurece a Lua. E essa sombra tem dois tipos: a umbra e a penumbra. Veja a imagem abaixo:

Diagrama mostra a diferença da umbra e da penumbra. — Foto: NASA

A umbra é a sombra escura que não recebe nenhuma luminosidade do Sol. Já a penumbra é a sombra clara que ainda recebe luminosidade do Sol.

Quando a Lua entra na penumbra, temos o eclipse lunar penumbral e quando ela vai entrando na umbra temos o parcial. Já o total acontece quando ela está totalmente mergulhada na umbra.

Por isso, nesta sexta-feira (5), os espectadores sortudos desses países terão a chance de ver o primeiro fenômeno: o penumbral.

Durante esse evento, o nosso satélite natural escurece por um tempo, mas não desaparece completamente. Além disso, uma característica fundamental desse fenômeno é que a Lua escurece bem levemente, já que o satélite fica na sombra clara da Terra, ainda recebendo luminosidade do nosso astro.

Assim, o espectador menos atento pode até não perceber que está presenciando um eclipse do tipo!

Eventos assim podem ser difíceis de serem observados sem um equipamento adequado. Justamente por essa razão, alguns pesquisadores gostam de explicar que observar esse tipo de eclipse é como ver um véu na frente do disco lunar.

Horário e visibilidade

Segundo a Nasa, a agência espacial norte-americana, o eclipse penumbral desta sexta durará aproximadamente 4 horas.

O pico do evento será de 17h no horário de Brasília, mas o eclipse deve começar perto do meio-dia.

No mapa abaixo fornecido pela agência é possível ver os países que terão a oportunidade de ver o eclipse.

Os tons mais escuros, como está todo o continente americano, indicam os locais em que o eclipse não será visível. Já o cinza mais claro mostra a região onde será mais difícil ainda observá-lo, visto que o fenômeno acontecerá perto do nascimento da Lua.

Por fim, as cores brancas mostram onde todo o eclipse poderá ser observado, se as condições climáticas forem favoráveis, claro.

Visibilidade do eclipse lunar penumbral desta sexta — Foto: NASA

Eclipses de 2023

Veja o calendário de eclipses deste ano:

  • ☀️ 20 de abril – Eclipse solar total (não visível no Brasil)
  • 🌗 5-6 de maio – Eclipse lunar penumbral (não visível no Brasil)
  • ☀️14 de outubro – Eclipse solar anular (visível em boa parte do país)
  • 🌗 28-29 de outubro – Eclipse lunar parcial (visível em uma pequena parte do país)