Jornal Povo

defesa do ex-vereador Dr. Jairinho proíbe exibição de ‘Linha Direta’ sobre o caso do menino Henry Borel

Programa seria exibido nesta quinta-feira (18) / Foto: Reprodução TV Globo

O ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, conhecido como Dr. Jairinho, conseguiu uma liminar na Justiça para impedir a exibição do programa “Linha Direta” sobre a morte de Henry Borel, seu enteado de 4 anos. A decisão, emitida hoje, gerou polêmica e reacendeu o debate sobre a liberdade de imprensa e o acesso à informação.

O caso de Henry Borel chocou o país em março de 2021, quando o menino foi encontrado morto no apartamento onde morava com o vereador e a mãe, Monique Medeiros. As investigações apontaram indícios de violência e levaram à prisão preventiva de Jairinho e Monique, que são réus no processo.

A Rede Globo, responsável pelo programa “Linha Direta”, havia planejado uma edição especial do programa para abordar o caso de Henry Borel. No entanto, a liminar obtida por Jairinho proíbe a exibição do programa e impede que informações relacionadas ao caso sejam divulgadas.

A defesa do vereador argumentou que a exibição do programa poderia prejudicar o julgamento e influenciar a opinião pública, comprometendo o direito de defesa de Jairinho. A liminar foi concedida pela Justiça com base nessas alegações, suspendendo temporariamente a exibição do programa.