Jornal Povo

Família busca universitária desaparecida após ir a shopping na Zona Norte

Familiares e amigos buscam, há cinco dias, pelo paradeiro da universitária Gabriely Cristina Portela Ferreira, de 18 anos, que desapareceu após sair de casa, no bairro Colégio, na Zona Norte do Rio. De acordo com a família, uma amiga da estudante contou que ela teria embarcado em um carro de aplicativo e seguido para um shopping da região. Gabriely carregava uma mochila e portava o aparelho celular, que foi desligado.
A universitária, que cursa Designer de Moda em uma faculdade na Zona Sul, saiu de casa sem a anuência da família e a demora no retorno mobilizou amigos e parentes. Familiares relataram não ser comum a estudante ficar fora de casa sem avisar, tampouco descartaram a hipótese de conflitos familiares ou problemas de saúde. As circunstâncias e a motivação do sumiço estão sendo investigadas pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).
Amiga teria solicitado carro de aplicativo 
Uma amiga da estudante, cuja identidade está sendo mantida em sigilo, confirmou à família ter solicitado um carro de aplicativo para Gabriely, no último dia 28, quando ocorreu o sumiço. A corrida teria sido finalizada em um shopping center. Na mesma noite, a universitária teria feito contato com essa mesma amiga usando um aparelho celular desconhecido. De acordo com o pai da estudante, o servidor público Márcio André Vaz Ferreira, 44 anos, todos os fatos serão investigados pela polícia.
“Esse sumiço nos deixa intrigados, pois não houve nenhum tipo de conflito familiar. Minha filha, em momento algum, demonstrou mudança de comportamento nem tinha motivos para fugir. Ela pode ter sido coagida e estar correndo risco de vida. Acionamos a polícia, pois podem ter outras pessoas por trás desse desaparecimento. Por isso, resolvemos tornar público e pedir ajuda. Ela pode estar em poder de criminosos”, lamenta o pai.