Jornal Povo

Série Ouro encerra os desfiles neste Sábado (10/02) e a escola vitoriosa deverá sair do último dia de desfile.

Por Amaury Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Primeira escola da sexta-feira (09/02) foi uma grande surpresa do Carnaval da Série Ouro. A União do Parque Acari está cotada pelo site Plumas e Paetês para ganhar o troféu de carnavalesco revelação e de melhor enredo.

O desfile da Império da Tijuca decretou o fim da Era Tê. O lindo enredo de Lia de Itamaracá não foi suficiente para a escola fazer um bom desfile. Teve alas sem fantasias e um dos carros pegou fogo.

A União de Maricá e a Estácio de Sá frustraram o público e a imprensa. Maricá com alto investimento não conseguiu fazer um grande desfile. A Estácio de Sá com enredo falando sobre ancestralidade preta teve sérios problemas de evolução. O carro de som falhou durante a apresentação dos cantores e estourou o tempo pré-estabelecido. Acabou faltando “mandinga e mironga”. Estas duas palavras faziam parte do samba enredo.

No segundo dia (10/02) a segunda escola a adentrar a avenida foi a Em Cima da Hora com o enredo que falava sobre a precarização do trabalho, colocando no contraditório as escolas de samba que utilizam a mão de obra no Carnaval pagando-as com péssimos salários.

O Arranco desfilou com enredo que falava sobre insanidade mental. Passou pela avenida muito bem organizada. O que deve fazê-la perder pontos são suas fantasias, que apesar de estar dentro do contexto do enredo estavam muito simples.

A Unidos de Padre Miguel e a Império Serrano certamente disputam o primeiro lugar. A escola da zona oeste impressionou pelo canto de todos os seus componentes. O Império Serrano apresentou um tema afro pedindo respeito para a escola, fazendo um belo desfile, mas teve um dos carros comprometido em função do vazamento de combustível. A evolução da escola ficou comprometida.