Jornal Povo

Polícia inspeciona Riocentro após morte de jovem eletrocutado

Dezessete food-trucks foram estacionados no local por ordem da Polícia Civil, após terem sido removidos

Peritos analisam food-truck no Riocentro — Foto: Reprodução

Na manhã desta terça-feira (12), a Polícia Civil do RJ iniciou uma perícia no Riocentro, onde um jovem morreu eletrocutado no festival I Wanna Be Tour, no último sábado (9).

No domingo, peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) foram até o ponto onde João Vinícius foi atingido pela descarga, mas os dezessete food-trucks já tinham sido removidos, e também não encontraram funcionários do evento.

Apenas dois dias depois, os veículos retornaram aos lugares para a investigação do ocorrido, por ordem da 32 ª DP (Taquara). Os pais do jovem acompanham a perícia, ao lado de um engenheiro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Eles não preservaram o local para a perícia, ninguém (no Riocentro) dava mais informação de nada. (…) Com certeza (atrapalharam as investigações) porque não preservaram o local do acidente. Desmontaram tudo e agora não teve perícia”, disse a mãe, Roberta Ferreira.

 

Fotos de fios soltos no Riocentro após morte de estudante — Foto: Reprodução/TV Globo

Testemunhas informaram que João (25) estava encharcado por conta da chuva quando encostou na lataria de um food-truck do evento. Ele chegou a ser socorrido pela equipe médica do show, que teria realizado procedimentos como reanimação cardiopulmonar.

Mesmo com a ajuda médica, o jovem teria chegado sem vida ao Hospital Lourenço Jorge, também na Barra da Tijuca.

 

João Vinícius Ferreira Simões (25)
Foto – Reprodução redes sociais