Vereador quer saber o motivo de prefeitura de Itaguaí voltar a pagar obra de praça em local desconhecido

Depois de seis anos, a prefeitura volta a desembolsar recurso público em construção que jamais foi entregue.

 

O vereador André Amorim (PR) quer saber os motivos que levaram a prefeitura de Itaguaí a voltar a fazer pagamentos à empreiteira Litorânea, inicialmente contratada em 2012, para construir uma praça em local não informado tendo recebido o valor de R$ 1 milhão e 698 mil reais, sem que a obra fosse entregue.

Segundo Amorim, o contrato firmado em 2 de outubro de 2012, totalizava R$ 1 milhão  e 791 mil. E apesar de ter sido paga em quase sua totalidade, a praça que está sendo construída em lugar incerto e não sabido ficou oficialmente paralisada por seis anos, sendo retomada agora, pelo menos através do pagamento de parcelas do contrato firmado em 2012. 

O vereador procurou na manhã desta segunda-feira (29) o Ministério Público Federal e protocolou um pedido de investigação sobre a destinação dos recursos e a realização da obra. O parlamentar lembra ainda que a empreiteira Litorânea é de propriedade do irmão do genro do prefeito de Itaguaí, Charlinho, o que torna essa história ainda mais nebulosa.

André Amorim aproveitou sua ida ao MP e compareceu também a sede do Jornal Povo, onde foi recebido pelo novo presidente do veículo de comunicação, o jornalista Rogério Sant’ana. Ele foi cumprimentar a equipe do jornal pela nova formatação e pela linha editorial. Na ocasião, eles ainda conversaram sobre outras situações envolvendo o município de Itaguaí e da importância que te a imprensa na informação desses casos para o esclarecimento permanente da opinião pública.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by