Manutenção da estação do Guandu atrasa oito horas e moradores reclamam de falta d’água

Rio – O fim da manutenção anual que a Cedae faz na estação de tratamento de água do Guandu atrasou oito horas. Os trabalhos dos técnicos da companhia, iniciados às 8h desta quinta-feira, estavam previstos para acabar às 20h de ontem, mas só se encerraram às 4h desta sexta-feira.

Cedae alegou que o atraso foi por causa da necessidade de fazer ajustes na elevatória Lameirão, em Senador Vasconcelos, na Zona Oeste do Rio, que não estavam previstos inicialmente. Moradores relatam falta d’água em suas casas por causa do serviço.

“Estamos sem água desde ontem. As caixas d’água secaram e não entra uma gota nas torneiras”, disse uma moradora de Olaria, na Zona Norte.

A Cedae havia afirmado que mesmo acabando às 20h de ontem, o abastecimento nas regiões atendidas pelas estação iria demorar até 72 horas para voltar ao normal. A companhia disse que montou um esquema especial para atender hospitais e outros serviços essenciais com carros-pipa durante o período de desabastecimento.

A manutenção anual do Guandu é feita dentro do planejamento operacional da companhia para preparar as principais estações da concessionário para o verão, período do ano em que há maior consumo de água, além de reduzir a probabilidade de ocorrências de paradas inesperadas.

A estação do Guandu atende aos seguintes municípios:

1. Rio de Janeiro

2Duque de Caxias

3São João de Meriti

4Nova Iguaçu

5. Queimados

6. Mesquita

7. Nilópolis

8. Belford Roxo

Fonte: O Dia

Facebook Comments

Open chat
Anuncie AQUI! >>>
Olá!
Gostaria de anunciar sua marca aqui?
Powered by